Hoje é dia 24/09/17

Notícias » Política

Para Blairo Maggi, atuação de frigoríficos no Oeste de Mato Grosso deixa evidências de "cartel"

15/02/2017 às 09:22

Fonte: Da Redação com Assessoria

A situação vivida na região Oeste de Mato Grosso diante o fechamento de plantas frigoríficas nos últimos anos, segundo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, "Da forma como está, fica muito evidente que há um controle, quase um cartel na região". A colocação de Maggi, perante a questão, foi pontuada em reunião com prefeitos de municípios do Oeste mato-grossense.

Para o ministro da Agricultura, que já conversa com representantes dos frigoríficos atuantes na localidade, “Se não querem operar na região, arrendem o frigorífico, vendam, deixem que o mercado funcione mais aberto".

Prefeitos da região Oeste de Mato Grosso reuniram-se na tarde de terça-feira, 14 de fevereiro, com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e secretários do Ministério. O encontro foi uma continuidade de reuniões realizadas em Mato Grosso e em Brasília (DF) no mês de janeiro.

De acordo com Blairo Maggi, em conversa com diretores da Associação Brasileira da Indústria da Carne (Abiec) verificou-se que há possibilidade da reabertura de plantas frigoríficas nos municípios de Mirassol d'Oeste, Nova Xavantina, Brasnorte e Vila Bela da Santíssima Trindade. "Ainda não tem nada definitivo. Mas vamos trabalhar para que isso aconteça. Afinal, o maior rebanho bovino do Brasil está no Mato Grosso".

Liberação de R$ 1 milhão

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou ainda que irá liberar R$ 1 milhão, dentro do programa Agro+ Produtor, para a região Oeste de Mato Grosso. O recurso é voltado para a prestação de assistência técnica aos pequenos produtores de leite da região que foram afetados pelo fechamento de três plantas frigoríficas.